Bateria automotiva: cuidados

Veja alguns detalhes e dicas para cuidar e obter o melhor desempenho da sua bateria automotiva, seja qual for o uso que você faz dela.

Cuidados e segurança na instalação e desinstalação da bateria para carro

Ao adquirir uma nova bateria automotiva é necessário verificar uma série de detalhes, confira abaixo para não fazer nada errado, ou correr algum perigo de se machucar.

  • Verifique o modelo correto da Bateria a ser utilizada no veículo, uma Bateria subdimensionda ou superdimensionada terá sua vida útil comprometida.
  • Utilize equipamentos de proteção individual adequados para o manuseio de qualquer bateria automotiva - como óculos e luvas.
  • Ao instalar a Bateria em seu veículo conecte primeiramente o cabo positivo e depois o negativo, evitando faíscas desnecessárias.
  • Ao desinstalar a Bateria desconecte primeiramente o cabo negativo e depois o positivo, evitando faíscas desnecessárias. O procedimento inverso ao da instalação.
  • Antes da instalação, verifique o nível do eletrólito, caso o modelo da Bateria automotiva tenha essa possibilidade, e veja se o nível está entre 1,5 a 2,5 acima do separador.
  • Verifique se os conectores dos polos estão limpos e secos. Caso haja corrosão, esta pode ser retirada com água fervente, mas não se esqueça de deixá-los sempre secos antes da instalação da Bateria.
  • Verifique sempre a tensão entre os polos da bateria, esta deve ser sempre igual ou maior a 12,5 Volts para ser instalada.

Checklist para instalação de bateria para carro

Vai fazer a instalação de uma bateria para carro? Bem, é necessário tomar alguns cuidados, então nós da REIFOR Baterias preparamos um checklist para a instalação de baterias automotivas.

Confira todos os itens abaixo para evitar uma má instalação e funcionamento inadequado do veículo.

Checklist de instalação de bateria automotiva

  • Verificar se o modelo da bateria automotiva é o indicado para o veículo;
  • Verificar se o suporte de fixação está adequado;
  • Verificar se o sistema elétrico do veículo está em bom estado de funcionamento;
  • Medir a tensão (voltagem) para garantir que a polaridade da bateria automotiva não está invertida e e está carregada (a tensão deve ser maior ou igual a 12,5 V ). INSTALAÇÃO
  • Verificar a posição dos cabos positivo ( + ) e negativo ( - );
  • Desligar a ignição e todos os equipamentos elétricos do veículo. ATENÇÃO: tenha em mãos os códigos de segurança (alarme, rádio, etc.), caso existam.
  • Desconectar primeiro o cabo negativo ( - );
  • Desconectar o cabo positivo ( + ); ATENÇÃO: inverter esta ordem pode provocar curto circuito e/ou explosão.
  • Retirar o fixador da bateria e removê-la;
  • Limpar os terminais dos cabos e os bornes (pólos) da bateria automotiva;
  • Certificar-se de que a bandeja de fixação esteja seca e limpa;
  • Encaixar a nova bateria e efetuar a fixação;
  • Cuidar para que a instalação dos cabos aos terminais da bateria não fique invertidos;
  • Conectar primeiro o cabo positivo ( + );
  • Conectar o cabo negativo( - ); ATENÇÃO: inverter esta ordem pode provocar curto circuito e/ou explosão.
  • Limpar e apertar adequadamente os terminais;

Seguindo esse checklist de instalação, você vai fazer de maneira segura a instalação de qualquer bateria para carro.

Bateria para carro: mitos e verdades

Quando o assunto é bateria para carro existem muitas informações disponíveis, mas o conhecimento popular às vezes acaba prevalecendo no meio informal.

Sabendo disso, nós da REIFOR Baterias resolvemos desvendar alguns mitos e revelar verdades sobre o mundo das baterias automotivas. Confira abaixo o que é verdade sobre as baterias para veículos.

1. Baterias automotivas seladas são secas?

Falso. Atualmente toda bateria automotiva no mercado brasileiro contém eletrólito (solução de ácido sulfúrico e água) seja ela selada ou convencional (com rolhas).

2. Baterias para carro seladas não produzem gases quando utilizadas?

Falso. Toda bateria automotiva, (selada ou não selada) produz gases quando estão sendo utilizadas. A liberação do gás e necessária sempre, caso contrário aconteceria uma explosão.

3. Os gases produzidos dentro de uma bateria para carro selada ficam no seu interior e não saem para a atmosfera?

Falso. As baterias automotivas seladas têm um respiro, pôr onde saem os gases. Se os gases fossem retidos dentro da bateria, com o tempo, o aumento de pressão interna faria a bateria explodir. O termo selada” é utilizado de forma exagerada, uma vez que nenhuma bateria Chumbo - Ácido pode ser completamente fechada. No caso, o “selada” está ligado a não possibilidade de abertura dela para manutenção, como acontecia com os modelos antigos.

4. Bateria Automotiva livre de manutenção (Free) precisa ser selada?

Falso. Em todo o mundo existem baterias automotivas livres de manutenção com rolhas. O livre de manutenção está relacionado com os materiais que são utilizados em sua fabricação e não se a bateria automotiva é selada ou com rolhas. Entende-se como livre de manutenção aquela que é construída com uma liga que produz baixa liberação de gases. Portanto bateria livre de manutenção não precisaria ser selada.

5. Baterias para carro com prata são todas iguais?

Falso. Existem várias tecnologias que utilizam prata como elemento de liga para fabricação de baterias automotivas.

Problemas comuns em bateria para carro

Imprevistos acontecem o tempo todo, e são necessários alguns cuidados para evitar boa parte dos problemas que acontecem com uma bateria para carro. Muitos são facilmente evitados. Confira as dicas.

Bateria automotiva e temperaturas baixas

Não há imprevisto pior do que dar a partida no carro de manhã e o motor não pegar. A falha pode estar relacionada principalmente ao mau funcionamento do motor de partida e da bateria automotiva e ocorrer mais frequentemente sob temperaturas mais baixas.

No linguajar dos mecânicos, o motor costuma ficar mais pesado em dias frios. Isto ocorre em função das resistências geradas pelo atrito atingirem seu ponto máximo em baixas temperaturas, o que submete a bateria e o motor de partida a condições desfavoráveis de funcionamento.

Quando chega o inverno, a queda na temperatura faz com que as peças do carro apresentem menor folga entre si e o óleo lubrificante fica mais viscoso, o que exige maior esforço para dar a partida e consequentemente maior consumo de energia da bateria.

Então evite deixar o veículo exposto, o ideal é ter uma garagem, se possível bem vedada para não ficar tão frio no local, prefira sempre que possível por garagens mais fechadas.

Também é muito recomendável checar o sistema elétrico (motor de partida e bateria do carro) e de lubrificação (óleo e filtro). O objetivo de uma revisão preventiva é garantir que as peças estejam em boas condições, oferecendo o mínimo de resistência, mesmo nas temperaturas mais baixas.

Verão e a degradação da bateria automotiva

A alta temperatura durante o verão acelera as reações químicas dentro da bateria automotiva, o que melhora sua performance. Porém, aumenta também a degradação das placas e a corrosão das grades internas.

Esse desgaste durante o verão pode fazer com que a bateria do veículo literalmente morra, ou seja, não tenha condições de partir o motor.

Durante a manutenção, o mecânico eletricista deve checar se está havendo algum tipo de vazamento ou fuga de energia da bateria automotiva.

Ele deve verificar com cuidado também o motor de partida, o alternador e o regulador de tensão. Se estes não estiverem em perfeita condição de funcionamento, é possível que estejam utilizando maior quantidade de energia da bateria automotiva do que o necessário e acelerando, dessa forma, seu processo de deterioração.

Bateria para carro: cuidados simples do dia a dia

Além da manutenção preventiva, o usuário pode tomar alguns cuidados que aumentam a durabilidade da bateria como, por exemplo, realizar as ações abaixo somente após o veiculo estar em funcionamento:

  • ligar o som do carro
  • erguer e abaixar os vidros elétricos
  • deixar os faróis acesos
  • ligar limpadores de para-brisas

O que evitar: tranco e chupeta

Tanto o tranco e chupeta são soluções emergenciais que podem prejudicar o veículo. São extremamente efetivas e resolvem na hora o problema de ligar o veículo, mas a um custo muito alto.

O tranco pode causar rachaduras no motor, força em excesso o câmbio, e pode estragar permanentemente o catalisador.

Já a chupeta acaba por diminuir a performance e capacidade de funcionamento do seu veículo, pois há muitos picos de tensão durante a chupeta.

As baterias da REIFOR utilizam tecnologia de ponta para oferecer o melhor de baterias para carro, diminuir o risco de acontecerem descargas e outros problemas comuns. Seguindo nossas dicas você terá um bom funcionamento e por um grande período.

Bateria automotiva para ouvir música

Uma bateria automotiva tem como principal objetivo ceder energia elétrica para o motor de arranque do seu veículo, fazendo com que ele gire o motor principal e faça seu carro funcionar.

E como qualquer outra ferramenta, ao utilizá-la para outra função estamos prejudicando a vida útil e desempenho da bateria do seu veículo. Infelizmente, ao utilizar a sua bateria automotiva para ouvir música a vida útil dela é reduzida.

Por que isso acontece?

Quando o veículo está ligado não é a bateria que fornece a energia para os componentes elétricos do veículo, já que o papel de uma bateria para carro é fornecer energia para o motor de arranque.

Enquanto dirigimos o alternador recarrega a bateria, esse processo leva em torno de 20 minutos, mas ele está recarregando apenas a perda de energia que aconteceu durante a partida.

Então ao utilizar com o veículo desligado a perda de energia é maior do que deveria, já que está sendo utilizada para outra finalidade, desse modo a vida útil da bateria automotiva diminui e a troca vai ter que ser feita antes do tempo recomendado.

Como evitar problemas com a bateria automotiva ao ouvir música?

Como você já sabe como uma bateria para carro funciona fica mais fácil evitar problemas. É bom evitar utilizar o som do carro com ele desligado, caso aconteça é bom ficar atento ao tempo em que ficará ligado e evitar períodos longos.

Outro ponto importante é o tipo de equipamento de som, os comuns são suportados pela maioria das baterias, mas se você quer um som mais potente é preciso verificar se a bateria do seu carro suporta a potência.

Uma bateria normal para um som potente vai prejudicar drasticamente a vida útil da bateria, então fique atento a projetos especiais, e as suas especificações, procure sempre profissionais qualificados para a execução.

Bateria automotiva em redes estacionárias

O que são baterias estacionárias?

Baterias estacionárias são modelos que podem ser carregados e descarregados diversas vezes sem que a sua vida útil seja diminuída. Geralmente são utilizadas em momentos em que a energia elétrica de uma rede externa acaba.

É o caso de nobreaks, em hospitais ou empresas em que equipamentos não podem ser desligados em caso de falta de energia.

Posso usar uma bateria automotiva em uma rede estacionária?

É possível utilizar a sua bateria para carro em uma rede estacionária, no entanto, do mesmo modo que utilizá-la para ouvir música com o carro desligado, você estará utilizando de maneira inadequada.

A bateria para carro não suporta muitas cargas e recargas totais, pois não foi desenvolvida para isso. Então ao utilizar uma bateria automotiva em uma rede estacionário, onde a descarga total é comum e frequente você reduzirá a vida útil dela para apenas de 3 meses.

Por que isso acontece?

Utilizando a bateria automotiva para esse fim, você estará reduzindo drasticamente sua vida útil, tanto pela utilização inadequada quanto pela falta de utilização, pois o sistema de No-Break pode não ser acionado durante um longo período e isso pode ocasionar a sulfatização das placas, sendo este um processo irreversível e assim você acaba perdendo essa bateria automotiva.

Então, como existem baterias para essa função, procure utilizar baterias estacionárias nesse tipo de rede, economize dinheiro e obtenha o melhor de cada equipamento realizando a sua própria função, sem improvisos.

Bateria automotiva e acessórios de caminhões, casamento que não dá certo

A vida de quem dirige caminhão não é fácil, então atualmente, os caminhões são até mais confortáveis que os automóveis, além da maciez da cabine sustentada por amortecedores, molas, suspensão à ar, são também equipados com bancos e camas confortáveis.

O uso de acessórios com bateria automotiva inadequada

Pela necessidade de quem dirige durante o dia todo, esses veículos têm diversos acessórios, e para a segurança de quem vive na estrada outros são instalados, como lanternas, faróis auxiliares, equipamentos de som, ventilador, Inter clima, alarme, rastreador, rádio PX.

E quase tudo isso é instalado em uma só bateria automotiva, quando não tem conversor, o que acaba por sobrecarregar o uso dela.

Por conta de tipo de uso as baterias automotivas precisam suportar tudo isso, sendo que foram projetadas para dar partida e alimentar sistema elétrico se necessário, apenas.

Quando boa parte desses acessórios estão ligados e o motor está desligado a bateria começa a sofrer uma descarga, e ao tentar ligar o veículo novamente, principalmente se foram utilizados durante a noite toda, possivelmente ela não consiga efetuar o trabalho.

Recargas excessivas de bateria automotiva

Para recarregar a bateria automotiva acabam recorrendo a um recurso comum a” chupeta”, onde além de provocar danos ao sistema elétrico pode ocasionar o derretimento dos polos e até uma possível explosão.

Muitos motoristas acabam entrando em um ciclo que só prejudica a vida útil do equipamento, sabendo que descarregou uma bateria, os motoristas ligam os acessórios na outra que esteja carregada, o que posteriormente vai gerar o mesmo problema.

Desse modo, as baterias automotivas sofrerão descarga e recarga excessivas (ciclos), diminuindo assim sua vida útil. Já que ela não foi desenvolvida para esse tipo de uso.

Procure um profissional capacitado

Já que os acessórios são necessários para o conforto e segurança do caminhoneiro, é preciso procurar um profissional capacitado para orientar tanto quanto na instalação dos equipamentos, quanto na escolha da bateria automotiva mais adequada.

É preciso fazer uma boa análise do sistema elétrico do caminhão com os novos acessórios para não correr riscos de ficar sem bateria no meio do caminho ou sofrer algum dano pelo mau uso dos equipamentos.

Sabe qual é a melhor bateria automotiva?

A REIFOR já provou ao Brasil que sua marca é uma marca confiável, uma marca forte com baterias automotivas de qualidade.

E você distribuidor, é responsável por parte deste sucesso, pois leva aos quatro quantos deste país essa marca. Sabe como chamamos isso?

Parceria. E a cada dia temos um motivo a mais para nos orgulhar de nossa parceria, pois esta, começa na indústria e vai até o consumidor final. Mas de nada adianta termos uma excelente qualidade se a bateria automotiva é mal aplicada.

Cuidados que a REIFOR e seus parceiros tem:

Observe as aplicações contidas nas etiquetas das baterias para carro, essas, são de suma importância para seu rendimento, desempenho e vida útil. Afinal, você já viu um super caminhão sendo conduzido apenas por uma bateria automotiva de 60Ah? Com os automóveis utilitários e de passeio não é diferente, cada um tem uma necessidade e de nada valerá fabricarmos uma grande marca se a aplicação não for bem-feita. Veja a equação abaixo: Durabilidade = Boa Bateria + Boa Aplicação Pense nisso...

Nossa missão

Deixe-nos lembrá-lo, a missão da indústria é garantir a qualidade, e a do distribuidor é garantir a aplicação. Aqui na indústria, estamos fazendo a nossa parte e sabemos que podemos contar com você, distribuidor, para garantir uma boa aplicação, pois você vende uma das maiores marcas de bateria para carro do Brasil, mas deve aplicá-la bem, pois assim, conquistaremos nosso objetivo maior, trabalhar bem para trabalhar sempre. Lembre-se, o Certificado de Garantia contém instruções valiosas para uma correta aplicação.

Cuidados do certificado de garantia das baterias automotivas REIFOR

Veja abaixo algumas informações do Certificado de Garantia, não deixe de utilizá-lo como ferramenta de trabalho.

  • Verificar se o modelo da bateria automotiva é o indicado para o veículo;
  • Verificar se a capacidade da bateria está adequada aos componentes elétricos do veículo;
  • Verificar o estado de carga da bateria automotiva antes de instalar;
  • Limpar e apertar adequadamente os terminais, você garante com isso, que não haverá nenhum tipo de resistência entre os polos e os terminais;
  • Nas baterias automotivas que necessitam de reposição de solução, utilizar, única e exclusivamente água destilada ou desmineralizada;
  • Após a instalação é importante que se faça um check-up final no sistema elétrico (sistema de partida, ignição, carga, etc.)

Seguindo esses cuidados a durabilidade e qualidade da bateria automotiva fabricada pela REIFOR está garantida. E assim você terá o que de melhor elas podem oferecer para seu veículo, e no uso do dia a dia. Aproveite as baterias REIFOR.

Encontre a bateria ideal para o seu carro

newsletter

Receba por e-mail

dicas de cuidado para o seu carro